as aquarelas da Sabrina

Mais uma dica das boas: a ilustradora, querida, amiga e mega talentosa Sabrina Eras.

CupcakeGirl-438x500

SabrinaEras031-419x500

Ela tem uma estética toda fofa e punk ao mesmo tempo, misturando cupcakes e docinhos com menininhas não tão fofas assim. Tudo muito bonito e de bom gosto.

Eu conheci a Sabrina pelo trabalho dela  e acabamos virando amigas, na verdade nos conhecemos em uma gravação do ex Acesso MTV com a Marimoon, clica aqui embaixo pra assistir e aprender um pouco sobre aquarelas:

Ela faz ilustrações para livros, revistas, capinhas de celular, porta-copos, camisetas, quadrinhos (que eu tô louca pra por na parede aqui de casa) e agora sketchbooks (que são lindos de morrer).

O instagram dela é uma delicia porque você acompanha todo o processo criativo dos desenhos, parece que está ali do ladinho vendo qual vai ser a próxima arte que ela vai aprontar!

Vale muitos likes <3

instagram da Sabrina

instagram da Sabrina

Ela faz ilustrações para livros, revistas, capinhas de celular, porta-copos, camisetas, quadrinhos (que eu tô louca pra por na parede aqui de casa) e agora sketchbooks (que são lindos de morrer).

sketchbooks

Ah! E pra quem amou o trabalho da Sabrina, olha que coisa boa: os sketchbooks são lindos de morrer e dá pra comprar direto com ela! Só clicar aqui que tem mais informações!

pantone comestível

Adorei o trabalho da Emilie, que decidiu dar um toque culinário ao Pantone.

Emilie é francesa, tem 26 anos e é diretora de arte. Ela criou o site Griottes, a Paleta Culinária. Suas fotos são incrivelmente lindas e bem produzidas, todas fazendo brincadeira com a escala Pantone.

Para quem não conhece, Pantone é uma escala de cores utilizada na indústria gráfica e por isso é queridinha dos ilustradores, designers e do povinho antenado nessas artes aí.

A verdade da verdade é que Pantone é uma empresa, fundada em 1962 em New Jersey.  Pantone desenvolveu um sistema numérico de cores de tintas, criada a escala de cores, ficava muito mais fácil e preciso usar códigos para alcançar determinada cor e aí rola uma história gigante de como esse padrão saiu dos EUA e invadiu todo o mundo… Mas isso não interessa agora, né?  Porque adoramos cores, adoramos boas fotos de comidinhas fofas e amamos esse ensaio da Emilie!

Aqui tem mais: Griottes, Pallete Culinaire.

Via Blog da Marge :)

clima de verão

Já que não posso ir para a praia, uma musiquinhado Yo La Tengo para ouvir, comer e se refrescar!

Clipe muito divertido! Só assim para sobreviver a esse calorão que está fazendo esses últimos dias aqui em São Paulo!

só falta falar

Terry Border é americano e formado em Fine Art Photography. Trabalhou muitos anos como fotógrafo e começou a fazer escultura de arame como um hobby. Os aramos foram ganhando mais espaço em sua vida, começou a fazer mobiles e expor em pequenas galerias.

Terry é daqueles caras que conseguem fazer o mais difícil: tranformar uma idéia simples em um trabalho incrível. De acordo com sua própria descrição ele é não é artista, mas um arteest*  – “Not an artist, but an arteest.”

*Arteest = O artista que não leva nada nem ninguém a sério, nem eles mesmos. Usam o humor a paródia em suas artes. O oposto de artista.

A série Bent Objects consiste em dar vida a “objetos comuns”, fazer com que o que todas aquelas coisinhas que nos cercam no dia-a-dia se transformem em seres com idéias, opinião e uma mensagem (muitas vezes críticas) para passar. Suas fotos trabalham com o humor e ironia, fazendo com que alimentos e objetos banais consigam em apenas um frame contar toda uma história.

Sobre essa série Terry diz “I always knew that my weird point of view was my gift or perhaps curse, so I’m glad I finally found a use for it.” ( “Eu sempre soube que meu ponto de vista esquisito era um dom ou talvez uma maldição, então estou satisfeito que finalmente achei uma utilidade para isso.”)


Esquisito, inteligente e incrível.

Eu selecionei só algumas peças, o trabalho de Terry é realmente bacana e tem muito mais para ver.

Site oficial: www.terryborder.com